O que tem para o jantar?

Atualizado: 18 de Jul de 2018



Não é sem razão que, para muitos de nós, o jantar e a ceia são as refeições mais temidas do dia. Afinal, durante a noite o organismo funciona em ritmo mais lento e, portanto, a escolha errada dos alimentos nesse período pode prejudicar a qualidade do sono, além de contribuir para o aumento do peso corporal. Mas, segundo a nutricionista Luana Priscila Pinto, é possível fazer com que o jantar e a ceia sejam refeições muito saudáveis.


Dicas saudáveis para o jantar e a ceia


Uma boa educação alimentar não exclui refeições, mas prevê o consumo de alimentos saudáveis e na quantidade correta para que o organismo funcione bem. Veja as dicas da nutricionista:


Dica 1 – Atenção aos horários

Jantar: não existe um horário certo para o jantar, afinal, isso pode variar de acordo com os horários da rotina de cada um. No entanto, é sempre recomendável jantar cedo, no mínimo duas horas antes do horário de dormir. Isso não vale para quem vai para a cama só pela madrugada, claro. Tente limitar o jantar até as 21h, mesmo que o seu horário de dormir seja por volta de 1h da manhã.


LEIA Mais alimentos que ajudam a controlar a compulsão alimentar


LEIA Mais 5 razões para não fazer jejum intermitente


Ceia: duas horas depois do jantar e uma hora antes de ir para a cama. Esse é um bom cálculo para estabelecer a hora da ceia. Por exemplo, se o seu horário habitual de dormir é às 23h, o ideal é jantar por volta de 20h e fazer a ceia às 22h. “O organismo precisa fazer a digestão adequada dos alimentos para garantir uma boa noite de sono”, recomenda Luana.


Dica 2 – Não “pule” essas duas refeições

Jantar: muita gente acredita que deve apostar em um almoço farto, um lanche da tarde razoável e depois fechar a boca até a hora em que o estômago aguentar. Não é o que os especialistas indicam. Além de o jantar estar entre as principais refeições do dia, pular esse momento é assumir o risco de assaltar a geladeira minutos antes de ir para a cama e prejudicar a digestão, o sono e, claro, a balança.

Ceia: talvez seja a nossa refeição mais subestimada, culpa de um jantar exagerado ou daquela crença tão comum de que “se dormir, a fome passa”. Princípios errados. Uma ceia correta já prepara o organismo para o dia seguinte e ajuda a dormir muito melhor.

0 visualização